Alunos

No Baixo São Francisco:A viagem do redescobrimento – Do espaço ao lugar

GABRIELLA LIMA LESSA LOBO NEVES

 

Data da Defesa: 10/08/2007

 

 

Orientador:WERTHER HOLZER

 

 

Resumo:

O presente trabalho constitui-se numa abordagem sobre os conceitos de Espaço, Paisagem e Lugar, para justificar uma nova postura diante da percepção ambiental. Pressupõe-se que os novos princípios a para análise de determinado território devem estar comprometidos com a valorização humana diante das dinâmicas de desenvolvimento urbano-ambiental. A busca por um entendimento do espaço que transcenda uma análise físicoterritorial é o escopo principal deste trabalho, que repensa a sustentação das dinâmicas humanas e naturais balizado nas teorias perceptivas da fenomenologia, onde a compreensão da paisagem se faz ao admitir o indivíduo como aporte para a presentificação dos fenômenos que caracterizam a existência do mundo. Utilizar os conceitos abordados pela geografia humanista, cujo aporte teóricoconceitual fundamenta-se em uma percepção fenomenológica, possibilita uma análise focada não apenas no entendimento da configuração física dos espaços, mas no esclarecimento das inter-relações que caracterizam a experiência dos indivíduos com o mundo. Um olhar fenomenológico considera a materialidade – Espaço – como resultado da presentificação dos valores e objetivos humanos sob um determinado objeto. A paisagem e o lugar são dados como essências capazes de qualificar a experiência do ser com o mundo. Neste sentido, compreende-se o valor da experiência imediata, fenômenos, para com a percepção ambiental. Para demonstrar a aplicabilidade desse novo “olhar geográfico” utilizar-se-á, como estudo de caso, um trecho da bacia do Rio São Francisco compreendido entre os estados de Alagoas e Sergipe. Trata-se de uma percepção de abordagem fenomenológica, onde as paisagens se expõem para a conformação dos lugares de quem embarca nesta viagem.

 

Palavras-chave:Percepção Ambiental; Fenomenologia; Baixo São Francisco; Lugar; Paisagem.

 

 

Simulação computacional do projeto – centro de informação CRESESB/ELETROBRAS: avaliação do desempenho termoenergertico e da relação custo x benefício do elemento cobertura.

VITORIO PAULO DA SILVA FILHO

 

Data da Defesa:03/08/2007

 

Orientador: LOUISE LAND BITTENCOURT LOMARDO

 

Resumo:

Este trabalho enfoca as questões pertinentes ao desempenho termoenergético do projeto desta edificação através de simulações paramétricas realizadas com o software VisualDOE 4.1.

Palavras-chave: simulação computacional, projeto, avaliação do elemento cobertura.

 

TRANSFERÊNCIA DO DIREITO DE CONSTRUIR: CONFLITOS E DESAFIOS PARA A APLICAÇÃO DO INSTRUMENTO DO ESTATUTO DA CIDADE.

ISABELA BACELLAR BRANDAO GUIMARAES

 

Data da Defesa:06/07/2007

 

Orientador: VERA LUCIA FERREIRA MOTTA REZENDE

 

 

Resumo:

O tema da Transferência do Direito de Construir, que à primeira vista parece simples, desdobra-se em uma complexidade que o atinge em suas diversas facetas, seja no campo regulatório, de aplicação, de gestão e de controle do instrumento, bem como nas bases conceituais do instrumento. O principal propósito do presente trabalho é verificar quais as implicações das diversas formas de aplicação, de gestão e de regulamentação da Transferências do Direito de Construir nas práticas de algumas administrações municipais brasileiras – Porto Alegre, Curitiba, Goiânia e Salvador.  Busca-se analisar os conflitos provenientes da interação e da regulamentação não coordenada da TDC com outros instrumentos urbanísticos, em especial a Outorga Onerosa do Direito de Construir e a relação entre os fins instituídospara a Transferência do Direito de Construir no Estatuto da Cidade e institutos jurídicos relacionados ao planejamento urbano, como o Tombamento, a Desapropriação e ao Usucapião.

 

Palavras-chave: Transferência do Direito de Construir; Instrumento do Estatuto da Cidade; Planejamento Urbano; Gestão Urbana; Regulamentação Urbanística.

 

MEMÓRIAS DA IDADE MÍDIAUm registro dos Espaços de Exposição Contemporâneosentre suas intenções estéticas, econômicas e éticas

SAVIO TADEU GUIMARAES

 

Data da Defesa:11/06/2007

 

Orientador: FERNANDA ESTER SANCHEZ GARCIA

 

Resumo:

Tema de estudo e debate entre profissionais de diversas áreas de conhecimento, as mudanças culturais da passagem da Era Industrial à Era Informacional vêm acompanhando as transformações sócio-econômicas demandadas à estrutura espacial das cidades. Os diversos projetos estratégicos que se apresentam como requisitos da sociedade de consumo baseada na informação de caráter imagético, apesar de realizações recentes e, portanto, de difícil análise, vêm engendrando diversos efeitos que suscitam questionamentos à sua legitimação, geralmente assentada na esfera da cultura crescentemente mercantilizada. Entretanto, se muitos dos projetos arquitetônicos de caráter cultural concebidos sob o manto da atual agenda política do controvertido discurso globalizado buscam atender à regeneração econômica urbana, cabe, além do questionamento de sua eficácia, observar que, grande parte do espetáculo de sua arquitetura provém de experiências de forte caráter estético testadas em instalações geralmente à margem do conhecimento geral e, muitas das carências constatadas após a conformação de tais megaprojetos encontram-se presentes em projetos nascidos de discursos alternativos ao modelo cultural hegemônico, exatamente por incluírem em seu programa a cultura local pré-existente à sua implantação no tecido urbano. Tornada ícone da arquitetura mundial, a tipologia arquitetônica de uso cultural mais difundida, os Espaços de Exposição ou Museus, reduzidos à exposição, em sua diversificada abrangência conceitual, oferecem também na contemporaneidade um painel do momento cultural em que se inserem. E uma abordagem que apresente a tendência hegemônica e as alternativas contemporâneas pode nos auxiliar na compreensão da fluência de momentos a que as sociedades são sujeitas e da prática cultural que nosso tempo provavelmente legará a outras gerações como a mais representativa de hoje, do mesmo modo que, de outros momentos históricos apenas as representações simbólicas mais fortes (únicas?) ultrapassaram sua temporalidade por meio de registros e memórias.

Palavras-chave:Arquitetura e Urbanismo. Era da Informação Eletrônica. Espaços de Exposição. Memória Histórica.

 

“POLÍTICA HABITACIONAL EM NITERÓI: AVALIAÇÃO DAS NORMAS E AÇÕES PÚBLICAS NOS ÚLTIMOS 20 ANOS”

PATRICIA MARIA QUADROS BARROS

 

Data da Defesa:18/05/2007

 

Orientador:VERA LUCIA MOTTA REZENDE

 

Resumo:

O objetivo principal dessa pesquisa consiste em compreender a dinâmica do processo habitacional dentro do recorte espacial da cidade de Niteroi, no período de 1986 a 2006, coincidente com o fim do BNH, e contribuir para o desenvolvimento de um estudo que possa subsidiar elementos para a formulação de uma politica habitacional e fundiária pouco presente nos últimos anos. Atraves da compreensão da apropriação espacial capitalista e dasegregação espacial, o foco central da pesquisa se constitui na análise da atuação dos agentes envolvidos na questão habitacional, na avaliação crítica do papel do poder público e nas normas e ações setoriais no campo da habitação no município de Niterói. Para esclarecer essas questões forma realizadas entrevistas com os diferentes agentes envolvidos no processo habitacional da cidade, buscando levantar pontos relevantes da questão e estabelecer um paralelo entre as opiniões, observando as concordâncias e discordâncias referentes ao tema.  A pesquisa pretende suscitar discussões que contribuam para debates atuais envolvendo a questão habitacional e oferecer subsídios para postular novas alternativas de melhoria da qualidade urbana.  Niterói reflete em seu espaço paradoxos entre o elevado patamar de indicadores de riqueza e qualidade de vida, por um lado, e a grande área apropriada por assentamentos informais, de outro.  Tem-se, hoje, na cidade 106 favelas, distribuídas em uma área de 131,8km², o que vem a evidenciar a conformação de um espaço urbano altamente segregado.

Palavras-chave: déficit de moradias, segregação espacial, politicas habitacionais.

 

 

A formação do ambiente dialógico: argumentos introdutórios à pedagogia das paixões urbanas a perspectiva dos lugares experienciados.

RONALDO DE MORAES BRILHANTE

 

Data da Defesa: 27/04/2007

 

 

Orientador:WERTHER HOLZER

 

 

Resumo:

A presente pesquisa busca definir, de forma geral, os argumentos iniciais para uma pedagogia voltada ao ensino de politicas urbanas, tendo como base de referência e inflexão os procedimentos metodológicos da pedagogia de Paulo Freire. Para tanto foram desenvolvidos trabalhos de campo junto a crianças, pais e avós nos bairros de Paquetá, no Municipio do Rio de Janeiro; bem como de Ilha das Cobras e Mangueira, no Municipio de Parati

 

Palavras-chave:pedagogia, politicas urbanas, Paulo Freire, Rio de Janeiro, Parati.

 

 

CENTRO DO RIO: LUGAR DE MORARUma análise do espaço construído da Cruz Vermelha

KATYA CHRISTINA JOSE PEREIRA

 

Data da Defesa:12/02/2007

 

Orientador: THEREZA CHRISTINA COUTO CARVALHO

 

Resumo:

Quais seriam os elementos, as características, responsáveis pela formação da imagem e da identidade dos espaços urbanos e bairros? E porque estes são associados pela população a alguns usos e não a outros? Motivada por estes questionamentos, a presente dissertação tem como objetivo, desenvolver uma metodologia capaz de identificar, com relação a uma área de estudo específica, suas tendências morfológicas e de ocupação (expansão e/ou adensamento) predominantes e os possíveis efeitos da referida ocupação sobre as áreas adjacentes. Como procedimento metodológico adotou-se o estudo de caso, baseado na escolha de um bairro fortemente associado a uma imagem. Foram estabelecidas três premissas para a escolha da área de estudo: ter uma vocação consolidada para determinado(s) uso(s), ser capaz de atrair o interesse do mercado consumidor público e privado e apresentar dimensões compatíveis com o tempo disponível para a elaboração da pesquisa. A região da Cruz Vermelha foi escolhida como o estudo de caso, que se realizou em duas etapas: inicialmente através da análise do processo de consolidação das vocações de uso, pesquisando-se suas raízes e sua evolução, e em seguida, através da identificação da relação existente entre a imagem e a identidade da região ou bairro e o interesse despertado por ela nos moradores, usuários, governo, indústria e comércio. Na primeira etapa foram apresentados os fatores históricos e geográficos, urbanísticos, arquitetônicos e aqueles relativos ao mercado imobiliário, característicos da região. A segunda etapa consistiu na compreensão do espaço urbano estudado, através da análise dos atores sociais (IPP, SMH, indústria da construção civil, CEF, instituições financeiras privadas, comunidade e potenciais compradores), da morfologia (racionalistas e empiricistas), das intervenções urbanísticas e suas conseqüências, da percepção e interpretação do espaço por seus moradores e das propostas contemporâneas de ocupação (Condomínio Cores da Lapa, Programa Morar no Centro, Sobrados da Rua Carlos de Carvalho, Edifício VIVA LAPA). Através do procedimento metodológico adotado foi possível perceber a importância do planejamento volumétrico e os resultados da ausência dele, os efeitos na morfologia urbana da relação entre a largura das vias e os gabaritos e afastamentos das construções, o resultado morfológico produzido por determinadas soluções tipológicas e implantações, a demanda habitacional na região, a tendência ao adensamento populacional, a possibilidade de expansão do uso comercial e de efeitos positivos sobre os serviços, o comércio e o mercado imobiliário das áreas adjacentes.

Palavras-chave:Centro do Rio de Janeiro, Cruz Vermelha, Espaço Urbano, Evolução Urbana, Uso Habitacional

 

FORMAÇÃO E TRANSFORMAÇÃO DE UM BAIRRO E SUAS IDENTIDADES:o Paquetá em Santos –SP

MARINA FERRARI DE BARROS

 

Data da Defesa:07/02/2007

 

Orientador: MARIA LAIS PEREIRA DA SILVA

 

 

Resumo:

Este trabalho se constitui em uma pesquisa qualitativa de um bairro localizado na região central da cidade de Santos- SP, denominado Paquetá em que se buscou resgatar sua história desde seu período de formação até os dias atuais, utilizando entre outros recursos, a interpretação e análise da narrativa de um grupo de moradores. A investigação histórica das transformações ocorridas que levaram um bairro aristocrático a se caracterizar atualmente como um espaço que concentra um grande número de habitações coletivas e precárias de aluguel forneceram elementos importantes relativos aos vínculos estabelecidos entre os grupos sociais que ali moraram e o seu espaço compartilhado. Tais transformações afetaram de forma direta a vida dos moradores, suas histórias e modos de identificação social. A reabilitação urbana como processo de intervenção deve reconhecer a legitimidade dos diversos grupos sociais existentes. Ao negligenciar tal aspecto, favorece-se a espoliação das lembranças que tem conseqüências diretas no próprio processo de construção do espaço.

 

Palavras-chave:Identidade. Preservação do patrimônio. Reabilitação urbana

 

O Rio de Janeiro no século XIX: Os Jardins de Auguste François-Marie Glaziou na Capital Imperial dos Trópicos.

FÁBIO SIMÕES CARDOZO

 

Data da Defesa:17/08/2007

 

Orientador: MARLICE NAZARETH SOARES DE AZEVEDO

 

Resumo:

 

Palavras-chave:

 

“Em Direção ao Empresariamento Urbano: A Gestão da Cidade do Rio de Janeiro Frente aos Jogos Pan-Americanos Rio-2007”

JÚLIO EMÍLIO DE SOUZA LIMA

 

Data da Defesa:17/12/2007

 

Orientador:GLAUCO BIENENSTEIN

 

Resumo:

Atualmente, no contexto do processo de globalização da economia calcado na “financeirização” da riqueza capitalista, as cidades, notadamente as metrópoles, têm se lançado numa acirrada disputa por investimentos, induzindo os governos urbanos de diferentes matizes políticas (e ideológicas) a incorporarem procedimentos e técnicas voltadas à inserção das mesmas num mercado mundial de lugares. No âmbito do planejamento urbano, assiste-se à emergência de modelos identificados com ações pontuais (planejamento por projetos) e promoção de eventos.

Neste trabalho, avalia-se que a iniciativa de implementar os Jogos Pan-americanos Rio 2007 na cidade do Rio de Janeiro, esteja inserida nesse tipo de planejamento (por projetos e baseada em grandes eventos), representativo daquilo que HARVEY (1996) denomina “empresariamento urbano”, o qual, através de ações voltadas para a inserção da cidade (do Rio de Janeiro, no caso) na competitividade urbana, tem revestido as ações públicas do governo no que concerne ao planejamento urbano.

Neste contexto, considerando os campos político, econômico e simbólico, avalia-se que os projetos que definiram as intervenções do Pan-2007, foram viabilizados através de uma série de instrumentos e procedimentos político-administrativos de caráter neoliberal e defendidos a partir de discursos oficiais e consensos construídos desde a concepção até a implementação propriamente dita do evento aqui estudado. Nesse sentido, analisam-se os Jogos Pan-americanos Rio 2007 a partir do estudo de alguns dos projetos dele derivados, em especial, a implantação do Estádio Olímpico João Havelange, buscando entendê-los dentro do contexto do evento, como um exemplo das formas emergentes de gestão e planejamento urbano, cujo discurso dominante baseia-se na sua capacidade de inserir a cidade do Rio de Janeiro em um suposto mercado mundial de cidades tendo em vista a globalização. Busca-se também compreender como tais modelos de planejamento, disseminados e calcados por orientações de corte neoliberal, têm contribuído para uma mudança das formas ou modos de governar do poder público, diante dos processos sociais, políticos e econômicos destes tempos de exacerbação da sociabilidade do mercado, de um lado, e de consolidação da democracia, de outro.

 

Palavras-chave:Modelos Emergentes (de planejamento). Planejamento Urbano. Relações de poder. Jogos (Pan-americanos). “Empresariamento” urbano.

 

 

Impactos dos XV Jogos pan-americanos de 2007 no sistema viário da Barra da Tijuca e Baixada de Jacarepaguá, Cidade do Rio de Janeiro

SILVIA D’ANDREA ARAUJO

 

Data da Defesa: 06/09/2007

 

 

Orientador:VERA LUCIA MOTTA REZENDE

 

 

Resumo:

A presente dissertação tem como objetivo avaliar os impactos causados pela realizaçãodos XV Jogos Pan-americanos na cidade do Rio de Janeiro no sistema viário da regiãocompreendida na Barra da Tijuca e Baixada de Jacarepaguá. Esta análise é realizadatendo como base a revisão literária referente ao assunto e entrevistas efetuadas comespecialistas na área de urbanismo e transportes e representantes da comunidade. Éainda apresentado um caso referência, no qual a Vila Pan-americana e o ComplexoEsportivo do Autódromo são tratados como Pólos Geradores de Tráfego, sendo feitauma projeção de como as viagens produzidas com a implantação destesempreendimentos podem impactar o sistema viário da região em que estão localizados.A realização de eventos como os Jogos Pan-americanos são oportunidades para ascidades obterem benefícios, através de intervenções executadas para torná-las

adequadas ao evento em questão e que contribuam de alguma forma para odesenvolvimento urbano local. Deste modo, é avaliado se a passagem dos Jogos Panamericanosde 2007 deixa algum legado ou não, principalmente nos sistemas detransporte e viário, estendendo-se a outras áreas do urbanismo, como alterações nalegislação em relação ao aproveitamento do uso do solo e o simbolismo impresso peloesporte na imagem da cidade, não só na própria região mas também fazendo umabreve passagem por outros bairros da cidade. Como conclusão, foi observado que arealização dos XV Jogos Pan-americanos não gerou impactos maiores no sistema viárioda Barra da Tijuca e Baixada de Jacarepaguá e nem deixou legados significativos paraa infra-estrutura viária e de transportes, porém se questiona a possibilidade de umlegado mais concreto como uma condição crucial para que a cidade esteja apta a sediar

eventos futuros como os Jogos Olímpicos de 2016.

 

Palavras-chave: Barra da Tijuca e Baixada de Jacarepaguá. Plano Piloto. XV Jogos Pan-americanos. Sistema Viário e de Transportes. Impactos de Pólos Geradores de Tráfego.

 

 

“Moradia na Reabilitação das Áreas Centrais. Rio de Janeiro: Programa Novas Alternativas”.

MARIANA DOET ZEPEDA OROZCO

 

Data da Defesa:10/12/2007

 

Orientador: FERNANDA ESTER SANCHEZ GARCIA

 

Resumo:

Atualmente a habitação é reconhecida como uma função essencial para a reabilitaçãointegral e permanente das áreas urbanas centrais. Nas últimas décadas tem-se procuradoestabelecer mecanismos que permitam tanto o repovoamento destas áreas quanto apermanência da sua população atual, na maioria das vezes uma população comescassos recursos econômicos.

Sob estas premissas diversos governos têm incentivado a produção de habitação socialnas áreas centrais objetivando, por um lado, a diminuição do déficit habitacional, queatinge principalmente à população de baixa renda, e, pelo outro, a reabilitação urbana.

Este trabalho faz foco na atuação do programa habitacional implementado na área centralda cidade do Rio de Janeiro: o Programa Novas Alternativas. Se bem foram observadasdistintas realidades urbanas e sociais na área central, os bairros onde o Programa estáconcentrando sua atuação são aqueles mais desvalorizados, habitados majoritariamentepor uma população com renda inferior a três salários mínimos. Porém, a pesar de tercomo um dos seus objetivos principais o atendimento da população de baixa renda e deutilizar como parte dos recursos o subsidio municipal, o Programa não está conseguindoatender a esta população.

Ainda que a atuação do Programa tem sido pouco significativa, observam-se desde jáprocessos de exclusão social: enquanto a população atual autogestiona sua permanência

através da ocupação irregular de alguns imóveis, o Programa realiza empreendimentospara classes sociais mais altas no mesmo espaço urbano, fomentando uma luta socialdesigual pelo espaço urbano. Observa-se que enquanto não sejam mudadas asprioridades e as estratégias utilizadas, implementando outras linhas de financiamento eutilizando outros instrumentos, não se conseguirá atender aos moradores mais pobres,que permaneceram em risco crescente de expulsão.

 

Palavras-chave:

 

“Parque do Flamengo: avaliação de um parque urbano sob o ponto de vista do uso do espaço.”

ADEMIR LOURENÇO DE OLIVEIRA

 

Data da Defesa:31/05/2007

 

Orientador: VERA LUCIA FERREIRA DA MOTTA REZENDE

 

 

Resumo:

 

 

Palavras-chave:

 

 

Data da Defesa:

 

Orientador:

 

Resumo:

 

Palavras-chave:

 

 

Data da Defesa:

 

Orientador:

 

Resumo:

 

Palavras-chave:

 

 

 

 

Data da Defesa:

 

 

Orientador:

 

 

Resumo:

 

 

Palavras-chave:

 

 

 

 

Data da Defesa:

 

Orientador:

 

Resumo:

 

Palavras-chave:

 

 

Data da Defesa:

 

Orientador:

 

 

Resumo:

 

 

Palavras-chave:

 

 

Data da Defesa:

 

Orientador:

 

Resumo:

 

Palavras-chave:

 

 

Data da Defesa:

 

Orientador:

 

Resumo:

 

Palavras-chave:

 

 

 

 

Data da Defesa:

 

 

Orientador:

 

 

Resumo:

 

 

Palavras-chave:

 

 

 

 

Data da Defesa:

 

Orientador:

 

Resumo:

 

Palavras-chave:

 

 

Data da Defesa:

 

Orientador:

 

 

Resumo:

 

 

Palavras-chave:

 

 

Data da Defesa:

 

Orientador:

 

Resumo:

 

Palavras-chave:

 

 

Data da Defesa:

 

Orientador:

 

Resumo:

 

Palavras-chave:

 

 

 

 

Data da Defesa:

 

 

Orientador:

 

 

Resumo:

 

 

Palavras-chave:

 

 

 

 

Data da Defesa:

 

Orientador:

 

Resumo:

 

Palavras-chave:

 

 

Data da Defesa:

 

Orientador:

 

 

Resumo:

 

 

Palavras-chave:

 

 

Data da Defesa:

 

Orientador:

 

Resumo:

 

Palavras-chave:

 

 

Data da Defesa:

 

Orientador:

 

Resumo:

 

Palavras-chave:

 

 

 

 

Data da Defesa:

 

 

Orientador:

 

 

Resumo:

 

 

Palavras-chave:

 

 

 

 

Data da Defesa:

 

Orientador:

 

Resumo:

 

Palavras-chave:

 

 

Data da Defesa:

 

Orientador:

 

 

Resumo:

 

 

Palavras-chave:

 

 

Data da Defesa:

 

Orientador:

 

Resumo:

 

Palavras-chave:

 

 

Data da Defesa:

 

Orientador:

 

Resumo:

 

Palavras-chave:

 

 

 

 

Data da Defesa:

 

 

Orientador:

 

 

Resumo:

 

 

Palavras-chave:

 

 

 

 

Data da Defesa:

 

Orientador:

 

Resumo:

 

Palavras-chave:

 

 

Data da Defesa:

 

Orientador:

 

 

Resumo:

 

 

Palavras-chave:

 

 

Data da Defesa:

 

Orientador:

 

Resumo:

 

Palavras-chave:

 

 

Data da Defesa:

 

Orientador:

 

Resumo:

 

Palavras-chave:

 

 

 

 

Data da Defesa:

 

 

Orientador:

 

 

Resumo:

 

 

Palavras-chave:

 

 

 

 

Data da Defesa:

 

Orientador:

 

Resumo:

 

Palavras-chave:

 

 

Data da Defesa:

 

Orientador:

 

 

Resumo:

 

 

Palavras-chave:

 

 

Data da Defesa:

 

Orientador:

 

Resumo:

 

Palavras-chave:

 

 

Data da Defesa:

 

Orientador:

 

Resumo:

 

Palavras-chave:

 

 

 

 

Data da Defesa:

 

 

Orientador:

 

 

Resumo:

 

 

Palavras-chave:

 

 

 

 

Data da Defesa:

 

Orientador:

 

Resumo:

 

Palavras-chave:

 

 

Data da Defesa:

 

Orientador:

 

 

Resumo:

 

 

Palavras-chave:

 

 

Data da Defesa:

 

Orientador:

 

Resumo:

 

Palavras-chave:

 

 

Data da Defesa:

 

Orientador:

 

Resumo:

 

Palavras-chave:

 

 

 

Fechar Menu