Grupos de Pesquisa

Os projetos de pesquisas e de extensão do programa desenvolvem-se em laboratórios e grupos de pesquisa plenamente estruturados, inscritos no Diretório de grupos do CNPq e devidamente certificados pela Instituição. Alcançando repercussão em nível nacional e internacional, as atividades de excelência dos pesquisadores vem sendo reconhecidas através de prêmios em atividades de pesquisa e apoio financeiro dos órgãos de fomento nacionais (CAPES, CNPq e FAPERJ) e internacionais (UNESCO, International Development Reserch Center – IDRC Canadá, FCT – Portugal, The Ford Foundation – EUA, The Research Council of Norway –
Noruega).

O Programa registra 49 projetos de pesquisas/extensão ativos, distribuídos em suas 3 Linhas de pesquisa, que podem ser consultados no portal do Sucupira. Na linha “Projeto, Planejamento e Gestão da Arquitetura e da Cidade” são desenvolvidos 18 projetos, entre pesquisa e extensão, incluindo projetos interinstitucionais; Na linha “Cultura e História da Arquitetura, da Cidade e do Urbanismo”, são 20 projetos, entre pesquisa e extensão, incluindo projetos interinstitucionais; e na linha “Espaço construído, Sustentabilidade e Meio Ambiente”, são 6 projetos, entre pesquisa e extensão, incluindo projetos interinstitucionais. As atividades de pesquisa sediadas no PPGAU, desenvolvem-se nos seguintes laboratórios e grupos de pesquisa:

O LABORATÓRIO GLOBALIZAÇÃO E METRÓPOLE é sede do Grupo de Pesquisa GRANDES PROJETOS DE DESENVOLVIMENTO URBANO – GPDU-UFF/ liderado pelos professores Glauco Bienenstein e Fernanda Sánchez iniciou suas atividades de pesquisa em 2003. Desenvolve trabalhos de investigação relativos à avaliação de: grandes projetos urbanos e regionais em suas diversas dimensões, projetos de renovação urbana em áreas centrais e portuárias, modelos emergentes de gestão e planejamento urbano, políticas culturais, produção de imagem e economia simbólica dos projetos, megaeventos e novas centralidades, globalização e ações trans-escalares na agenda de renovação das cidades. No plano interinstitucional, mantém cooperação acadêmica com o laboratório ETTERN-IPPUR da UFRJ, com a Rede Internacional de Pesquisadores em Megaeventos e as Cidades, com a Columbia University, New York, com a UQAM Université du Québec à Montréal, e com o CEUR-CONICET, de Buenos Aires. A equipe conta com bolsistas de iniciação científica e de capacitação técnica (FAPERJ) e alunos de mestrado e de doutorado.

O LABORATÓRIO DO LUGAR E DA PAISAGEM, coordenado pelo Prof. Werther Holzer, sedia dois Grupos de Pesquisa, estruturados em rede com vários grupos: GEOGRAFIA HUMANISTA CULTURAL, que tem como Vice-Coordenadora a Professora Livia de Oliveira UNESP-Rio Claro, agrupa professores de diversas instituições, e realiza eventos anuais e bianuais; e o GRUPO DE PESQUISA CIDADES, PROCESSOS DE URBANIZAÇÃO E AMBIENTE (antigo Avaliação Pós- Ocupação da Urbanização), também coordenado pelo Prof. Werther Holzer, tem como Vice Coordenadora Professora Eloisa Carvalho de Araújo do PPGAU. Grupo de Pesquisa criado em 2003, e reestruturado desde 2015, agrupa professores do PPGAU, da EAU-UFF. Está estruturado em 3 linhas de pesquisa: Instrumentos de Intervenção Urbana, processos de
urbanização e ambiente, Urbanização Dispersa.

O LABCECA – LABORATÓRIO DE CONSERVAÇÃO DE ENERGIA E CONFORTO AMBIENTAL – OMBUDSMAN DA CIDADE, desenvolve pesquisa sobre tecnologia do edifício, conservação de energia nos edifícios, conforto ambiental e técnicas de sustentabilidade aplicadas ao edifício e ao espaço urbano. Pretende também captar as participações da sociedade, propor políticas públicas e tecnologias para o desenvolvimento sustentável, propondo melhores soluções ambientais, sociais e espaciais. Constituído desde 2003, o LabCECA tem atuado em diversos projetos de pesquisa e extensão interinstitucionais sobre Conservação de Energia e Conforto Ambiental, Impactos da Adequação Climática sobre a Eficiência Energética e o Conforto Térmico de Edifícios, oferecendo bolsas de mestrado e absorvendo parte dos alunos em suas pesquisas. Atua em rede com 15 Laboratórios de Eficiência Energética com projeto capitaneado pela UFRN coordenado pelo Prof. Dr. Aldomar Pedrini, denominada Rede 3E, com financiamento da Eletrobras/Edifica. O LABCECA também realiza atividades na Casa da Descoberta, fruto de projeto de extensão coordenado pela Prof. Daisy Luz, com participação da Prof. Louise Land Lomardo. Este Programa de Extensão tem como objetivo principal a divulgação da ciência para o público em geral. Funciona em espaço cedido pelo Instituto de Física, onde recebe visitas guiadas, principalmente de grupos escolares.

O NEPHU – NÚCLEO DE ESTUDOS E PROJETOS HABITACIONAIS E URBANOS – coordenado pela Prof. Regina Bienenstein, desenvolve, há mais de três décadas, projetos de pesquisa e extensão aplicados às comunidades de baixa renda, por meio de assessoria técnica, com recursos de fontes diversas, incluindo da ONU-HABITAT nos projetos: 1) Projeto de atualização da regularização fundiária da Praia do Cassinú; 2) Projeto de atualização da regularização fundiária de Vila Esperança; 3) Projeto popular ocupação Mama África; 4) Plano Popular Da Vila Autódromo.

O LABORATÓRIO DE ARQUITETURA DA VIOLÊNCIA estuda as relações entre processos sociais que emergem no campo da violência e processos de produção, circulação e consumo da arquitetura, identificadas nas cidades brasileiras. Investiga como a violência tem propiciado um novo padrão funcional e formal de arquitetura. Localizado nas dependências do mesmo campus do PPGAU, esse Laboratório de Pesquisa atua, há mais de dez anos, disponibilizando os acervos bibliográfico (inclusive jornalístico) e filmográfico – de longa metragem e documentários em VHS e DVD. O grupo integra a Rede da Laboratórios de Políticas Públicas do Rio de Janeiro, através do Programa PRONEX – FAPERJ, com sede no IPPUR/UFRJ.

O Grupo de Pesquisa PATRIMÔNIO URBANO, liderado pelas professoras Marlice Azevedo e Maria Lais Pereira da Silva, tem desenvolvido pesquisas desde 1993 em três linhas principais: a formação de Banco de dados de cidades brasileiras, com os projetos Niterói e Rio de Janeiro, vinculado a rede Urbanismo no Brasil; a realização de trabalhos de levantamento patrimonial de cidades do Estado do Rio de Janeiro; e, história e patrimônio das cidades fluminenses e da habitação. O grupo conta com professores pesquisadores do PPGAU-UFF e EAU-UFF com atuação nas áreas de patrimônio cultural, desenho e imagem urbana e a problematização de
questões urbanas contemporâneas.

O Grupo de Pesquisa URBANISMO NO BRASIL, SUB-PROJETO RIO DE JANEIRO, liderado pela professora Vera Lucia Rezende, desenvolve pesquisas no campo do urbanismo e do planejamento urbano, contemplando sua operacionalização através de instrumentos, assim como suas resultantes na urbanização das cidades, na proteção ou degradação do patrimônio construído, nas condições ambientais e de sustentabilidade das cidades e na produção habitacional. Atuando em rede de pesquisa nacional desde 1992 em linhas de pesquisa que tratam do estudo do próprio campo do planejamento, dentro de uma perspectiva histórica, da urbanização de áreas de expansão de cidades, da proteção dos centros históricos e dos efeitos da urbanização e das possibilidades do planejamento no controle da valorização da terra urbana e da produção habitacional.

O Grupo de Pesquisa OPPHUS – OFICINA DE PROJETO E PESQUISA DE HABITAÇÃO E URBANIZAÇÃO SOCIAL, liderado pelo professor Gerônimo Leitão, desenvolve estudos, pesquisas e projetos no campo da habitação de interesse social, levando em conta os aspectos físicos, históricos, sociais e culturais, em abordagem transdisciplinar. O OPPHUS reúne professores, doutorandos e mestrandos do PPGAU, bem como graduandos da Escola de Arquitetura e Urbanismo, além de pesquisadores externos (UFRRJ e UNIGRANRIO). São privilegiadas metodologias participativas críticas que priorizem o objetivo social e político do direito à cidade.

O Grupo REDE DE COOPERAÇÃO EM URBANISMO EM ESCALA REGIONAL, ESPAÇOS PÚBLICOS E ORDENAMENTO TERRITORIAL – RCORT, liderado pelas professoras Thereza Carvalho e Eloísa Araújo, integra professores e pesquisadores da UFF, UFRJ, UNB e UFR e da Universidade Técnica de Lisboa, que já trabalham juntos desde 2001.

O Grupo de Pesquisa TRANSFORMAÇÃO, INTERVENÇÃO E GESTÃO DO TERRITÓRIO – TIGT, liderado pelas professoras Maria de Lourdes Pinto Machado Costa e Lélia Mendes de Vasconcellos, investiga os novos fenômenos urbanos, como a reestruturação dos territórios, e a dispersão urbana, sobretudo em razão dos efeitos da urbanização em suas diferentes manifestações sobre os espaços, segundo variadas escalas e lugares, dentro e fora do país. E das mudanças ocorridas, sejam de natureza econômica, sócio espacial, histórico-cultural ou ambiental. Formado por Professores e pesquisadores da UFF e da Universidade Técnica de
Lisboa.

Fechar Menu