[vc_row][vc_column width=”3/4″][vc_column_text]

Apresentação

O Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo – PPGAU da Universidade Federal Fluminense foi criado em 2003 com o Curso de Mestrado na área de Planejamento e Gestão do Espaço.   A partir de 2004, o Curso de Mestrado se desenvolveu com ingressos semestrais até 2011, permitindo um acúmulo de experiências e dissertações defendidas. Em 2012, com a criação do Curso de Doutorado, optou-se por tornar os ingressos anuais no Mestrado e no Doutorado, e ainda, em 2013, unificar o início de todas as turmas para o primeiro semestre do ano, objetivando oferecer maior integração entre o Mestrado e o Doutorado.

A criação do Curso de Doutorado levou à adaptação da área de concentração e a simplificação das linhas de pesquisa anteriormente existentes, com o que se logrou melhor abrigar o atendimento a áreas afins com a Arquitetura e Urbanismo.  Mestrado Acadêmico e Doutorado estão desde 2012 vinculados à Área de concentração Produção e Gestão do Ambiente Urbano. Possui três linhas de pesquisa:

(1) Projeto, Planejamento e Gestão da Arquitetura e da Cidade;

(2) Cultura e História da Arquitetura, da Cidade e do Urbanismo e

(3) Espaço Construído, Sustentabilidade e Ambiente.

O PPGAU destina-se à qualificação de professores, pesquisadores e profissionais arquitetos e urbanistas e de outras formações. Considera o fato dos profissionais virem assumindo, cada vez mais, funções de coordenação técnica, com crescente grau de complexidade e de exigência de qualificação. Responde a essa constatação oferecendo um conjunto de disciplinas que envolvem a coordenação de recursos materiais e humanos de modo interdisciplinar, resultando em uma sólida base de aperfeiçoamento strictu sensu. Oferece também preparação para docência, com estágios realizados sob a supervisão pedagógica de professores/educadores.

Em decorrência do crescente interesse e participação de arquitetos e urbanistas nas administrações em diferentes instâncias, revela forte empenho na investigação sobre diferentes vertentes de gestões atuais, bem como no que concerne à reflexão sobre os processos e agentes sociais, em sua vinculação com a produção do ambiente construído.

 

 

[/vc_column_text][/vc_column][vc_column width=”1/4″][vc_wp_custommenu nav_menu=”165″][/vc_column][/vc_row]

Fechar Menu